VALORIZAÇÃO – APRESENTANDO A GARIMPEIRA DA CULTURA

Garimpeira da Cultura

Nome: Rita de Cássia Costa Bacelar Pinheiro

Profissão:  Professora de Educação Física, Nutricionista, Arte educadora, Bonequeira, Griot de Tradição Oral, Escritora.

Objetivo profissional:

Praticar uma Educação e Cultura  de  Qualidade e humanitária.

18558537_1798605637028644_2346886729330666842_o
Garimpeira da Cultura – Rita Bacelar
  1. Conte uma breve história lançando o seu olhar sobre o papel do professor nos dias de hoje:

A formação profissional é equivocada e claudica em projetos experimentais no         processo do educando de forma drástica.

Os técnicos na maioria das vezes desconhecem a prática educacional; li uma frase na frente de um hospital público que retrata o que penso:

” A diferença da Saúde pra Educação, é que a Educação mata lentamente ” autor desconhecido.

2.Como as redes sociais tem ajudado no seu trabalho cultural?

Redes Sociais x Garimpeira da Cultura

Inicialmente tinha minha prática de vida de forma anônima, até por proteção; a sala de aula era o terreno de combate.

Hoje tenho nas redes a rapidez que as ações precisam para atingir um maior número de pessoas e me conectar com elas é de suma importância.

Me ” alimento ” disso: pedidos, solicitações, opiniões, críticas e o

” freio “ as vezes tão necessário.

A caminhada se tornou possível, consigo estar em Baturité Ceará, organizando minha ida pra Poço Redondo Sergipe, e para Namíbia na África conectando- os através das redes.

1120061_466786230095209_1209962631_o

  1. A população tem sido receptiva a sua proposta?

          Receptividade das comunidades:

Me envergonho as vezes do acolhimento; a maioria dos lugares não possuem pousadas , hotéis etc.

Resumo dizendo : É oferecido o melhor que eles tem: cama, água , alimento e carinho.

       4.Você conta com algum tipo de incentivo ou patrocínio?

 

São raros, custeio as vezes a passagem e hospedagem; com o tempo tenho conseguido hospedagem na casa de amigos da Cultura.

Faço isso em Salvador, minha casa hospeda artistas, fazedores de Cultura do mundo inteiro.

  1. Quem lhe deu esse honroso e criativo título de garimpeira da cultura?

 

Quem assim me nomeou, foi um promotor de Cultura da cidade de Planaltino  chamado Nado Autodidata.

Um dia através da rede ele perguntou onde eu estava, ao responder onde ele disse: ” Está garimpando cultura ” .

Assim criou um blog, e hoje tenho o canal no Youtube chamado: ” Coisas de Rita Pinheiro ” tratando de cultura e as minhas peripécias pelo mundo.

  1. Faça algumas considerações sobre o cenário cultural atual:

 

A Cultura na capital ” agoniza ” , por isso tenho buscado energia no interior , sertão , países do Continente africano, e em projetos que credito surgir mais efeito nos meus ideais

  1. Deixe uma mensagem para nossos leitores:

Mensagem:

” Nós não fazemos Cultura, nós somos ela. ”

  1. Santilia , benzedeira do quilombo de Tapuia / Camamu / Bahia.
1497969_380132448788806_1691851994_o
Rita Bacelar com Daniela Mercury

.

A Garimpeira da Cultura:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *